Homenagem ao Prof. Antônio Sérgio Guimarães

O Sindicato dos Odontologistas do Estado de São Paulo – SOESP – realizou a solenidade que “Outorga da Medalha e Diploma Dr. Luiz Cézar Pannain” e da “Medalha e Diploma de Honra ao Mérito Sindical”, aos profissionais de Odontologia e sindicais que mais se destacaram em 2013. A Medalha PANNAIN foi criada em 1960 e é reconhecidamente por todas as entidades da categoria, a maior honraria Científica Odontológica do Brasil. 
A entrega das medalhas é realizada anualmente pelo SOESP aos profissionais que mais se destacaram nas especialidades existentes. 
Por indicação e escolha dos sócios da Sociedade Brasileira de Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial (SBDOF), o Professor Antônio Sérgio Guimarães recebeu esta homenagem. O professor  foi escolhido pelos valores profissionais e  por seus méritos científicos.
Ficamos felizes em poder através da SOESP homenageá-lo por seu papel importante dentro da especialidade.
A Solenidade foi realizada no dia 17 de outubro de 2014, no Plenário da Câmara Municipal de São Paulo.
Seguem abaixo algumas fotos do evento.
Mais uma vez parabéns ao Prof. Antônio Sérgio!
10726654_778592138853866_792716104_n 10735912_778593282187085_1514956439_n 10582275_778593278853752_1575481000_n 10717515_778593275520419_912678174_n
Anúncios

Página: Conheça mais sobre DTM e Dor Orofacial

A SBDOF preparou uma seção voltada a informação sobre as condições englobadas pela Dor Orofacial.

Dor Orofacial, por definição, é toda a dor associada a tecidos moles e mineralizados (pele, vasos sanguíneos, ossos, dentes, glândulas ou músculos) da cavidade oral e da face.

As condições clínicas mais frequentemente associadas a dor orofacial são dores de dentes e de tecidos periodontais, disfunção temporomandibular (muscular ou articular), neuralgias, tumores, trauma, tecidual, doenças autoimunes, etc. Usualmente essa dor pode ser referida da região da cabeça e/ou pescoço ou mesmo estar associada à cervicalgias, cefaléias primárias e doenças reumáticas como fibromialgia e artrite reumatóide.

Conheça mais sobre as diversas condições relacionadas a Dor Orofacial:

Esta seção está em constante atualização. Em breve mais condições clínicas serão adicionadas.

Se você suspeita que é portador de DTM ou outra condição de Dor Orofacial, procure um Cirurgião Dentista especialista em DTM e Dor Orofacial, que é a especialidade odontológica que cuida destas e de outras dores da face.

Para encontrar um especialista perto de você, busque o indicador profissional da Sociedade Brasileira de DTM Dor Orofacial: www.sbdof.com

Comissão Leigos SBDOF.004

Os textos desta seção foram preparados pela Comitê de Informação a Leigos da SBDOF.

Coordenadora: Adriana Lira Ortega

Membros:

Carmen Hoyuela

João Paulo Tanganelli

Liete Figueiredo Zwir

Paula Machado

Paulo de Tarso Almeida Carvalho

Sérgio Guimarães

I Encontro Paranaense da SBDOF

Terminou no sábado, dia 31 de maio, o I Encontro Paranaense da SBDOF e foi um sucesso!

I Encontro Paranaense da SBDOF

I Encontro Paranaense da SBDOF

Com a palavra, o coordenador do evento, Prof. Paulo Afonso Cunali:

Com 123 participantes aconteceu nos dias 30 e 31 de maio, no Quality Hotel do batel,  o I Encontro Paranaense da SBDOF em Curitiba. Os participantes vieram de vários Estados brasileiros como  Acre,  Bahia,  Goias,  Espírito Santo,  São Paulo,  Minas Gerais,  Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e  também aqui do Paraná.

Os temas sono e dor (Rafael Cunali), dtm na infância e adolescência (Danielle Bonotto), fibromilagia e dtm (Svetlana Sabatke), imaginologia (Lucas Cardinal), bloqueios diagnósticos (Gustavo Dagostin), placas oclusais (José Stechaman), orto e dtm (Aguinaldo Farias), viscossuplementação (Daniel Bonotto) e artroscopia (Luciana Signorine) foram apresentados e discutidos na sexta feira dia 30/05.

Na cerimônia de abertura eu recebi os Presidentes da SBDOF (Prof. Dr. Paulo Conti), da SBED (Prof. Dr. José Tadeu Siqueira), do CROPr (Dr. Eduardo Cavali), o Representante do CROPR no CFO (Dr. Emerson Jorge), e do representante da Secretaria  Estadual de Saúde (Dr. Léo Kruger). Os membros da mesa parabenizaram a iniciativa e o pioneirismos do encontro nesse ano mundial de combate a dor orofacial.

No sábado dia 31/05, sempre com sala cheia, falaram pela manhã os Drs Paulo Conti e José Tadeu T. Siqueira. Duas mesas redondas no período da tarde receberam discutiram as neuropatias da face e a dor miofascial mastigatória. Destas fizeram parte além dos Drs. Conti e Siqueira os neurologistas Dr. Pedro Kowacs e Dr.Élcio Piovesan.

Para comemorar o Encontro vários participantes estiveram na  Pain Free Party, onde a banda Azeitona dá um Tempo fez a turam dançar ao som de Tim Maia e Ben Jor.

Ciência, Experiência Clínica, aliadas a organização e  alegria foram a fórmula do sucesso do I Encontro Paranaense da SBDOF/2014.

Paulo Cunali

Ao colega Paulo Cunali e a todos os membros da organização deste evento, sinceros cumprimentos de todos da SBDOF. Encontros como este ajudam na integração dos colegas e na divulgação da especialidade. Parabéns!

 

Prof. Paulo Afonso Cunali

Prof. Paulo Afonso Cunali

 

VEJA TODAS AS FOTOS DO EVENTO CLICANDO AQUI.

CFO recebeu o parecer da subcomissão da SBDOF

Em Setembro de 2011 o Conselho federal de Odontologia baixou normas relativas a utilização do uso do ácido hialurônico (Resolução CFO-112/2011), proibindo seu uso até que se tenha melhores comprovações científicas e reconhecimento da sua utilização na área odontológica. Essa medida acabou interferindo na prática de muitos profissionais que utilizavam dessa técnica, obtendo resultados seguros e eficazes.

Considerando o exposto, em Maio de 2013, a Sociedade Brasileira de DTM e Dor Orofacial (SBDOF) nomeou uma subcomissão dedicada ao estudo do tema “UTILIZAÇÃO DO ÁCIDO HIALURÔNICO NA ÁREA DE DTM E DOR OROFACIAL “composta pelos profissionais Dr. Eduardo Januzzi CRO-MG- 14193, Dr. Eduardo Grossman CRO-RS 7247, Dr. Frederico Mota Gonçalves Leite CRP-MG-20035, Dr. José Luiz Peixoto Filho CRO-RJ-13197 e Dr. Paulo Afonso Cunali CRO-PR-3253.

A presente subcomissão elaborou um estudo de revisão das evidências disponíveis acerca da utilização do Ácido Hialurônico (AH) na área de DTM e Dor Orofacial, respondendo aos quesitos formulados pela Comissão de Ensino e Pesquisa da SBDOF. Este relatório foi disponibilizado a todos os associados e as respectivas conclusões foram apresentadas aos membros associados em assembléia geral realizada em 01 de Fevereiro de 2014. Nessa oportunidade, seu conteúdo foi debatido e aprovado de maneira consensual, transformando-se em declaração oficial da SBDOF sobre a prática em tela.Com base nos estudos realizados, e conforme descrito no parecer resultante deste trabalho, “conclui-se que a viscosuplementação da Articulação Temporomandibular (ATM) com o Hialuronato de Sódio apresenta evidência com força e grau de recomendação suficiente para declarar sua segurança no tratamento de diversas condições que afetam as ATMs, desde  que administrado por profissionais capacitados para um correto diagnóstico e para os procedimentos operatórios que envolvem o uso dessa técnica.”

Sendo assim, a SBDOF solicitou ao Conselho Federal de Odontologia (CFO) reconsideração da proibição estabelecida pela Resolução CFO 112/2011 relacionada a utilização do ácido hialurônico para prática odontológica e destinada ao uso terapêutico.

A entrega dos documentos aconteceu no dia 13 de março de 2014, onde os sócios da SBDOF José Luiz Peixoto Filho e Paulo Cunali estiveram na sede do CFO. O fato foi noticiado no próprio site do CFO. Clique aqui e veja a reportagem.

DSC_0449
Os colegas foram recebidos pelo presidente Sr. Ailton Rodrigues e pelo tesoureiro Rubens Corte Real.
Os documentos  agora foram enviados ao representante da Câmara Técnica de DTM e Dor Orofacial, Sr. André Ulisses Dantas Batista (CROPB 3853) que irá emitir sua opinião.

Agradecemos aos membros do CFO pela receptividade.
Agradecemos também todo o esforço dos colegas da subcomissão!

A SBDOF somos todos nós e ações como esta só enobrecem nossa especialidade.